Review SPIN 100 DLG

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

 

REVIEW DO MODELO SPIN 100 DLG DA FLYING CIRCUS (https://www.flyingcircus.com.br)

 

IMG 20180102 130417456 HDR 1

 

Introdução

A modalidade Discus Lunching Glider – DLG conta somente com a disponibilidade de um kit de produão nacional e ele é o Spin 100 da fabricante Flying Circus (https://flyingcircus.com.br)

A disponibilidade de kits de planadores rádio controlados no país é pequena, mas esse fabricante, em um louvável esforço de empreendimento, dispõe não somente desse, mas também de outros kits para montagem nas categorias Sport 2m e Minitérmicos.

 

O Modelo

Ficha Técnica

  • Envergadura: 100 cm;
  • Comprimento:  70 cm;
  • Área de asa:  12,3 dm2 ;
  • Peso: 140 a 160g dependendo do lastro e eletrônica;

 Eletrônica recomendada (não inclusa): 4 servos de 5g (de preferência com engrenagem de metal); Transmissor, Receptor e bateria;

 Não se trata de um modelo de desempenho avançado, mas sim de um modelo para o iniciante nessa modalidade.

 

O Kit

O kit é cortado a laser em balsa de boa qualidade.

Veja na foto abaixo a planta que vem no kit, as placas de balsa com as peças cortadas a laser, um segmento de fibra de carbono para o braço de cauda e mais dois para as longarinas das asas, as partes plásticas para se moldar o POD, uma placa de peças em compensado e dois segmentos de arame para os comandos de leme e profundor. Além disso, há duas varetas flexíveis de fibra de vidro que são os bordos de ataque das asas.

 

IMG 20171220 220557389 HDR

 

A Montagem

O kit é de montagem simples para um aeromodelista de média experiência. As partes cortadas a laser se desprendem com facilidade das placas e tem bom acabamento. A planta talvez devesse ter um pouco mais de detalhe em ponto ou outro, mas em compensação o fabricante disponibiliza no seu site um arquivo para download que é o manual de montagem do modelo. São 238 páginas de praticamente todas as fotos da sequencia de montagem.

Aqui um senão. Pelo menos com a minha montagem o pino na ponta da asa que permite o giro para lançamento se soltou da estrutura da asa. Eu refiz a montagem e resolveu o problema. Acredito que se deve dar bastante atenção a fixação do pino e seria ideal que ele pudesse, de alguma forma, se fixar na longarina.

Pontos Positivos:

  • Boa qualidade dos materiais.
  • Facilidade e precisão na montagem devido ao corte a laser.
  • Kit completo, o aeromodelista não irá necessitar de nada além de cola, lixa e a eletrônica.
  • Boa estrutura e resistência do modelo.
  • Facilidade para montagem.
  • Voa bem
  • Modelo resistente às forças do lançamento e pousos desastrados

Pontos Negativos:

  • Acredito serem desnecessárias as seminervuras acrescentadas entre cada par de nervuras. Entendo que as asas funcionam bem sem elas e o peso seria sensivelmente reduzido.
  • A lincagem feita por fios de arame para leme e profundor pode ser substituida por cabos de nylon, o que também reduziria peso.
  • A solução aplicada para o nariz do modelo. Entendo que poderia ser melhorada, mostra-se frágil.

 

IMG 20171225 141745175 HDR 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG 20171225 183305727 HDR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG 20171225 192549231 HDR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG 20171227 215844439 HDR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 323-Aviao - 28e29 07 2018-ParanMorro6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em Voo

O modelo é dócil em voo e tem um bom desempenho de planeio. É possível realizar curvas fechadas e tentar centrar uma térmica a baixa altura, por exemplo. Como dispõe de ailerons e leme, como a maioria dos DLGs, esse trabalho é facilitado.

Outra característica é que o modelo é de fácil pilotagem para um iniciante, pois não exige habilidades avançadas, não tem vícios de comportamento que possa assustar ou colocar o iniciante em situação de risco, pelo contrário é um modelo estável e dócil.

Mesmo sem muita experiência nessa categoria consegui lançamentos a 15-20 metros de altura. Claro que não é nada excepcional, mas é o bastante para o que se propõe o modelo.

Uma característica negativa é a fragilidade da parte dianteira do POD. Cuidado com pousos mais duros. Procure voar em gramados, locais de baixo impacto, pois se por acaso seu modelo for de encontro ao solo com um pouco mais de severidade ira danificar essa parte da estrutura.

Desejando voar na encosta, o Spin 100 é ótima opção. Apesar de leve ele tem boa penetração em ventos mais fortes, é certeza de diversão.

Veja o vídeo de um lançamento https://youtu.be/7YQRuvFU61k

 

Conclusão

Excelente opção para se iniciar na modalidade DLG aqui no Brasil. O Spin 100 é de fácil montagem, o kit é de ótima qualidade, o modelo tem bom desempenho em voo, sem vícios e fácil de voar.

Experimentei também na encosta e uma excelente opção para um relaxante voo no lift. Por possuir ailerons, é possível fazer algumas manobras acrobáticas, o que é bastante divertido. Para esse uso, é de se notar que o Spin 100 voa bem de dorso!

Por fim, diria ser um ótimo custo/benefício. Parabéns ao pessoal da Flying Circus.

 

Informações Adicionais