Avaliação do Multiplex Heron

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

REVIEW DO MULTIPLEX HERON

BR 027 

(Fonte da foto: www.rcgroups.com)

 

 

INTRODUÇÃO

               Não há dúvidas que a Multiplex é um fabricante de produtos de qualidade a preços acessíveis. Trata-se de uma marca há muito tempo no mercado e que evolui seus produtos rapidamente.

               Aqui mesmo no Voo Silencioso fizemos o review do campeão Easy Star na sua segunda geração. Na ocasião destacamos diversos pontos de melhoria em relação a primeira geração do motoplandor.

               De modo semelhante, quando vi o Heron pela primeira vez em um post no www.rcgroups.com , logo pensei em uma evolução do Cularis, um planador de medidas semelhantes e que foi descontinuado pela Multiplex. Eu tive um exemplar do Cularis e não era um planador fácil de pilotar. Talvez por isso não deve ter sido bem aceito pelos modelistas. É opinião minha, não sei a razão da descontinuidade do produto.

               O Cularis era daqueles planadores projetado para uma condição de muito vento. Qualquer descuido do piloto em fazer uma manobra em baixa velocidade o modelo estolava e o piloto se via em situações difíceis de recuperar o controle, em especial a baixa altura, obviamente. Rodar térmicas era algo complicado com ele.

               Bem, se a intenção da Multiplex foi oferecer um modelo em substituição ao Cularis e de desempenho superior, eles conseguiram. O Heron, oferece um pacote com excelente qualidade do material, da construção, beleza e desempenho a baixo custo quando comparado com um modelo moldado ou de construção semelhante.

 

O MODELO

               O Heron é um planador de 2,4m de envergadura e provido de flaps, ailerons, leme e profundor. Tem cauda (lembrem-se, calda com L, é a calda daquele doce que a mamãe fazia!) em T, é semi-escala e conta com uma pequena roda como trem de pouso. Veja a foto abaixo:

 

BR 051

(Fonte da foto: www.rcgroups.com)

 

               Adquiri a versão do kit que não traz a eletrônica, pois li avaliações informando que os servos instalados pela Multiplex na versão RR não são de boa qualidade, são uma linha descontinuada analógica e com engrenagens plásticas. Optei por servos (aqui outra chatice da nossa língua mãe. Ouço muitos dizerem “sêrvo” com o som fechado na vogal e. Essa pronuncia é mais utilizada para a palavra cervo, que tem outro significado. No aeromodelismo utilizamos um mecanismo que obedece a ordens vindas de um outro que o comanda. Então é servo mesmo, com o som da vogal e aberto. Semelhante ao significado daquele que obedece a ordens do senhor, o servo, o que serve) Micro MG90S metal da Towerpro e o Motor Gt2815/07 1100kv de 1.8kg de empuxo da E-max. Como não consegui ainda um Esc de 40 Amp, recomendado para esse motor, utilizo um Esc HobbyKing de 60 Amp, que fica um pouco grande para o espaço disponível no cockpit do modelo. Depois de voar, vi que acertei na escolha da eletrônica. O motor é muito silencioso e faz um bom conjunto com o Esc e a hélice original da Multiplex que acompanha o kit. O modelo sobe rápido e silencioso a meio curso do stick.

               O kit é composto de poucas peças do tradicional Elapor®, são elas: Duas metades da fuselagem, a parte de baixo do canoy, asas, a metade do estabilizador vertical e o estabilizador horizontal e profundor. Além disso compõem o conjunto todos os horns, coberturas de braços dos servos das asas, parafusos de fixação do conjunto estabilizador/profundor, rodinha do trem de pouso e demais peças plásticas e metálicas necessárias a completa montagem do kit. O aeromodelista não precisará de nada mais do que já vem no kit, está tudo ali para sair voando após instalar a eletrônica.

               Como já é tradição do fabricante, acompanha também o kit uma folha de adesivos. Na minha opinião são muitos e colando todos eles acho que o modelo fica com o visual poluído. Colei apenas alguns. São adesivos de excelente qualidade, já recortados no formato e me pareceram bem leves. Na internet é possível encontrar diversas aeromodelistas fazendo suas customizações de decoração para esse modelo.

 

MONTAGEM

               Antes de sair colando tudo, recomendo que leia com atenção as instruções, observe as peças, veja se cada uma se encaixa perfeitamente, somente depois de entender como tudo se encaixa e a posição de cada peça comece a montagem. É muito desagradável ter que descolar uma peça de um kit novo por ter sido colada equivocadamente. Lembro que o fabricante recomenda que tudo seja colado com cola tipo cianoacrilato.

               Veja nesse vídeo a sequencia de retirada da caixa e montagem do modelo: https://youtu.be/oMQ-3fpwfeU

               Na montagem encontrei duas dificuldades. A colagem da cobertura do canopy foi uma delas. Não consegui encontrar uma cola que não marcasse a superfície do plástico transparente. Somente depois de muitas tentativas é que lembrei da cola Aerobras. Aquela que vem nos kits daquela tradicional casa de aeromodelismo paulista ainda hoje. Deu certo, não mancha o plástico. Outra foi a colocação dos servos embutidos no estabilizado vertical. Depois de encaixados, eles devem ser cobertos com a peça que é a outra metade do formato do estabilizador, veja na foto abaixo. Porém, eu desejava colar de forma que se necessário seja fácil a remoção para substituição de algum servo que apresente problema. Não consegui nenhuma forma de fazer isso a não ser aplicar o mínimo de cola necessário para o caso de necessitar de descolar a peça. Mas aqui ficou um receio de estruturalmente o estabilizador vertical tornar-se frágil, pois ele suporta os esforços provenientes do estabilizador vertical e profundor.

 

AVALIAÇÃO

               Como destacado o modelo tem 2,4m de envergadura, cauda em T e é muito bonito e de bom acabamento.

               O canopy transparente confere charme ao modelo e ressalta o aspecto de bom acabamento do kit.


(Fonte da foto: www.rcgroups.com)

 

               Algo a ser destacado é a qualidade do conjunto spinner/hélice que acompanha o kit. É um conjunto robusto todo feito em plástico resistente e muito silencioso em voo.

               O conjunto estabilizador horizontal/profundor é aparafusado no estabilizador vertical e de fácil remoção.

               As asas são resistentes, com a longarina de alumínio se estendendo por toda a envergadura, o que permite realizar esforços em acrobacias. O sistema de encaixe entre as asas é bastante eficiente e resistente. Foi projetado para no caso de um pouso mal feito elas se soltarem evitando danos maiores. Há poucos dias atrás errei uma aproximação para o pouso e uma das asas tocou o solo, com isso todo o conjunto se desprendeu e nada ficou danificado. Gostei muito dessa forma de encaixe das asas, realmente forma um conjunto robusto e a prova de pousos desastrados.

 

on 002


(Fonte da foto: www.rcgroups.com)

 

ron 005


(Fonte da foto: www.rcgroups.com)

 

               Nesse vídeo é possível ver detalhes do encaixe das asas: https://youtu.be/3SJLdDQwFPY

                A rodinha de trem de pouso funciona muito bem e o modelo faz belos pousos na grama ao estilo escala mesmo.

               O fato de desencaixar facilmente o conjunto estabilizador/profundor torna o transporte dentro da própria caixa algo muito prático e protege o planador de danos na armazenagem e transporte. Excelente solução.

               Com o conjunto motor, esc e bateria de 2200 mAh não é necessário acrescentar qualquer grama de peso para ajuste do centro de gravidade – CG. Basta deslocar a bateria para encontrar facilmente o local do CG adequado. Alias há duas marcações debaixo das asas para o local exato do centro de gravidade.

 

ero 003

(Fonte da foto: www.rcgroups.com)

 

EM VOO

               O Heron é um planador que deve contar com um perfil aerodinâmico das asas bastante atualizado, (o fabricante tem a política de não divulgar qual o perfil utilizado) tendo em vista seu excelente desempenho em voo. O modelo é rápido, desliza no ar com extrema facilidade, a sensação é de que não existe resistência ao deslocamento.

               O conjunto motor/esc/hélice que utilizei ficou bem acertado. O modelo sobe rápido a meio curso do acelerador. Observo que apesar do motor ter potência de sobra, na subida não sentimos a tendência do nariz subir, o que necessitaria de correção com o stick.

               As superfícies de comando atuam com curso adequado. Configurei dual rate para todas, de forma a ter comportamento mais dócil em termais, por exemplo.  O uso do recurso de Crow ou Butterfly para auxiliar nos pousos é bastante eficiente e sem tendências desconfortáveis que mereçam correções.

               No conjunto o modelo é bonito, elegante em voo, robusto na construção, simples de montar e voa muito bem.

              

FICHA TÉCNICA

Wingspan:

94.44 in (2400mm)

Wing Area:

approx. 640 sq. in. (approx. 41.3 dm²)

Wing Loading (Standard):

min. 10.8 oz/sq ft. / 12.9 oz/sq ft.

Wing Loading (Metric):

min. 32.7 oz/sq ft. / 37.5 g/dm²

Overall Length:

43.2 in (1100mm)

Weight (Standard):

45.87 oz (glider) / 52.91 oz (electric)

Weight (Metric):

min. 1250g (glider) / min. 1450g (electric)

Control Functions:

Aileron / Elevator / Flaps / Motor / Rudder

Optional Control Functions:

Tow Release

Flight Characteristics:

Glider

Target User:

Intermediate / Advanced

 

MEU SETUP

Motor:  Gt2815/07 1100kv da E-max.
ESC: 60 A HobbyKing
Servos: 6 Micro MG90S metal / 9 gramas da TowerPro
Bateria: 2200 mAh

 

CONCLUSÃO

               O Heron não é um modelo para iniciantes, por vários motivos. Está mais adequado para um modelista intermediário a avançado, por diversas razões, entre elas, o fato de ter ailerons e flap, ser rápido e arisco em voo, e de certa dificuldade de visualização quando se voa distante e alto. Pintei a parte de baixo das asas e outras da fuselagem para chamar a atenção nessas situações.

               Conforme falei o modelo não apresenta defeitos de projeto que tornem a pilotagem desconfortável ou insegura (como dizemos no jargão: o modelo não tem vícios).

               O modelo tem razão de planeio e penetração excelentes, é possível se deslocar a procura de uma térmica por um longo percurso com uma perda mínima de altura. Uma característica louvável também é que o Heron acusa a presença de uma térmica com facilidade.

               Sem dúvida o Heron é uma excelente escolha quando se leva em conta o balanço custo/benefício.

Informações Adicionais