Voando com vento norte

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Nas últimas semanas o vento vindo do norte predominou aqui pelo Planalto Central. O tempo esteve bastante quente e abafado, mas recentes chuvas de verão tem nos presenteado com a temperatura amena e belas formações de cumulus, que são aquelas nuvens gorduchas.

Em razão de muito sol e sombra das nuvens a formação de térmicas tem sido constante e o voo de planadores, quer seja na encosta, aproveitando o vento ou em terreno plano utilizando as correntes termais para subir, tem sido prazeroso.

Entre tantas razões, uma das que torna o voo de planadores apaixonante é desfrutar da beleza da paisagem, pois geralmente estamos em um ponto elevado ou em um campo aberto. Somando-se a beleza da paisagem ao silencioso e elegante voo dessas máquinas está formado o clima para horas de relaxamento e contemplação.

Pois foi exatamente isso que aconteceu nos dois fins de semana passados. Especialmente com o vento soprando de norte, como falei, os voos na “ponta” do Morro da Capelinha foram indescritíveis. O voo nessa parte do morro é muito peculiar. É uma encosta estreita, no topo não mais de dois metros de largura. O morro tem aproximadamente 75 metros de altura. Ali o lift é concentrado em um estreito espaço, então o voo é desafiante. Porém, quando o vento sopra forte é possível explorar toda a região à frente da estreita encosta.

No primeiro fim de semana da sequencia, estava eu e o Caio. Ele voando um planador de sua própria concepção e eu voando a Alula Dream Flight. Foi uma tarde de lift generoso e a presença de muitas térmicas quando nos afastávamos do morro. No final da tarde fomos presenteados com um por do sol magnífico como pode ser visto nas fotos.

No segundo fim de semana eu e o professor Junior dividimos os controles da Alula por umas 3 horas. Sentamos na beirada do morro e conversamos enquanto voávamos e desfrutávamos da vista. Havia algumas tempestades ao nosso redor mas longe o suficiente para não mudar a direção predominante do vento, e ao mesmo tempo nos proporcionavam espetáculos belíssimos como se pode ver nas fotos e vídeos abaixo. Além disso, dois carcarás e várias andorinhas nos acompanharam nos voos.

Por isso que sempre digo que não há voo como o dos planadores.

 

DSC 6795

 

DSC 6797

 

Informações Adicionais