Mixagem Butterfly no Turnigy 9x/9xr

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Mixagem Butterfly/Crow no rádio Turnigy 9x ou 9xr

A mixagem aqui apresentada vale para os rádios 9xr ou 9x com upgrade do firmware.

A mixagem denominada butterfly ou crow é utilizada em planadores principalmente para pousos. Consiste em fazer com que os dois flapes baixem e os dois ailerons subam ao mesmo tempo. Isso permite perder altura rapidamente (ailerons para cima) com total controle. Assim será possível realizar pousos mais precisos e controlados em pouco espaço.

Antes de iniciar a explicações para a mixagem propriamente, falaremos da lógica de mixagem do Turnigy 9x/9xr. Esse software tem uma mixagem simples. Imaginemos que o leitor deseja colocar um servo para cada aileron. Para isso basta definir um aileron para o canal 1, que é o padrão, e o outro para o canal 5, por exemplo. Esta última definição é feita acessando-se o menu Edit do canal 5 e direcionando o parâmetro Source para Ail (Aileron). Pronto os dois ailerons trabalharão simultaneamente ao ser acionado o stick. Essa lógica pode ser aplicada para flapes, cauda em V e assim por diante. Para inverter o sentido do movimento de um canal vá até o menu 6/Limits. O sentido de um canal também pode ser invertido utilizando-se o parâmetro Weight no menu Edit de cada canal. Para esse parâmetro escolha o valor + 100 ou - 100 e o sentido do movimento será invertido. Outro exemplo: Desejamos mixar para que ao acelerar o profundor faça o movimento para baixo de forma a compensar a subida do nariz do modelo. Basta incluir uma mixagem no canal Ele da seguinte forma. Vá até o canal Ele (canal 2, geralmente) e pressionando o botão menu escolha a opção Insert. Nessa nova mixagem criada no canal Ele (essa nova mixagem aparece abaixo do canal Ele como "+ xxx") escolha THR (acelerador) para a opção Source. Pronto, ao mover o stick do acelerador o profundor irá descer. Vá até o parâmetro Weight e dose a medida e direção do deslocamento do profundor.

Para a realização da mixagem butterfly/crow basta definir um aileron para o canal 1, o outro para o canal 5, um flap para o canal 6 e o outro para o canal 7. A etapa seguinte é inserir uma mixagem em cada um desses canais para que se possa assim fazer acionamento dos quatro canais ao mesmo tempo.

 

DSC 6873

Tela mostrando os canais 1 e 5 ajustados para acionamento dos ailerons. Note também as mixagens adicionais inseridas para cada um desses canais.

DSC 6877

Tela mostrando os  canais 6 e 7 ajustados para o acionamento dos flaps. Note também as mixagens adicionais inseridas para cada um desses canais.

 

A inserção de uma outra mixagem para um determinado canal é feita ao se selecionar o canal e escolher a opção Insert, veja foto.

DSC 6873a

 

Na tela de edição da mixagem inserida escolhe-se o parâmetro source e define-se um switch e um potenciômetro para acionamento do butterfly. Veja nas fotos que o switch escolhido para acionamento da mixagem foi o ID2 que é a terceira posição da chave de três posições desse rádio. O potenciômetro escolhido foi o P1.

DSC 6875

 

DSC 6876

 

É possível ver nas fotos também que os valores do parâmetro weight estão definidos com valores apropriados para o caso do planador para o qual foi configurado. Cada usuário deve definir esses valores como achar conveniente e dependendo das características do seu planador.

O mesmo switch de três posições estando na posição ID1 irá acionar somente os flaps e também nesse instante o potenciômetro P1 atuará na quantidade de deslocamento de cada superfície.

Observo que o usuário pode utilizar outro switch para acionar os flapes e mixagem. Fica a critério. Da mesma forma, os canais aqui utilizados (1,5,6,7) podem ser modificados.

Observo também que preferencialmente o usuário deve ajustar a mixagem para cada canal separadamente, dessa forma fica mais fácil de trabalhar o curso de cada servo não forçando as superfícies de controle nem os próprios servos. Lembrando que o ajuste de curso é feito com o parâmetro Weight de cada canal. Eu, por exemplo, liguei primeiro somente o canal do aileron direito, fiz todos os ajustes necessários, desliguei e fui para o flap daquela mesma asa e assim por diante. Somente no final acionei os quatro servos ao mesmo tempo.

Outra observação é quanto a identificação dos canais. Faço a sugestão de colar uma etiqueta com o numero do canal em cada cabo de servo, de forma que se o usuário utilizar o receptor para outro modelo ao precisar religar ficar mais fácil e não corre o risco de acionar uma superfície de comando indevidamente e assim forçá-la.

Por fim, lembro que ao ir a campo, teste a mixagem com o modelo em uma altura confortável pois caso ocorra qualquer problema há tempo suficiente para retomar o controle da situação. Se tudo estiver certo, faça um pouso utilizando a mixagem e verifique seu comportamento. Provavelmente será necessário ir ajustando o curso das superfícies para seu estilo de pouso.

Nesse exemplo não utilizei a mixagem juntamente com profundor, fica a critério sua utilização. Mas na maioria dos modelos será necessário algum pequeno comando para compensar a tendência do modelo em levantar o nariz. Lembrando que se quiser adicionar o profundor a esta mixagem basta inserir uma mixagem no canal de profundor, como fizemos acima para os flaps e ailerons, e acioná-lo com o switch ID 2.

Bons voos!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Informações Adicionais